Notícias
O que deve saber sobre o mercado imobiliário
Notícias
Voltar \ Como remodelar os muros exteriores da casa: os produtos e materiais mais adequados

Como remodelar os muros exteriores da casa: os produtos e materiais mais adequados

04 ago 2021
Como remodelar os muros exteriores da casa: os produtos e materiais mais adequados
Que tipo de produtos devem ser aplicados para uniformizar as paredes? E para tapar as falhas e frinchas? É necessário usar previamente um primário? Eis algumas dicas.

A uniformização de muros exteriores poderá ter diferentes soluções, que dependem do estado de degradação/conservação do mesmo. Para além das condições estéticas analisadas a olho nu, poderão existir patologias que necessitam de uma análise mais pormenorizada e/ou ensaios de resistência ou estanquidade do material de suporte (bloco leve de betão, pedra, bloco maciço de betão, tijolo, etc). Um muro poderá ser facilmente negligenciado por não fazer parte direta da estrutura da habitação, no entanto, este poderá ter para além da função de divisão da propriedade, função de suporte de terras ou de estruturas de apoio anexas, como cobertos, zonas de churrasqueira, etc.

Mas, afinal, que tipo de produtos devem ser aplicados para uniformizar as paredes? E para tapar as falhas e frinchas? É ou não necessário usar previamente um primário? E quais são as tintas mais apropriadas? A verdade é que o uso incorreto de materiais pode transformar este tipo de estrutura numa dor de cabeça regular, pela elevada manutenção que poderá comportar. Neste artigo preparado para o idealista/news, a MELOM*, empresa especializada e líder em remodelação de imóveis, deixa algumas dicas de como dar uma nova cara aos muros exteriores da casa.

Que tipo de produtos aplicar para uniformizar as paredes?

Podemos e devemos usar sempre produtos com uma equivalência ao suporte de revestimento que já existe, analisando o tipo de reboco, ou o tipo de material que protege a parte estrutural. Deve ser sempre assegurado que o muro mantém uma estanquidade correta, que é drenado caso necessário e mantém uma estabilidade estrutural sem fissuramento e falhas excessivas e contínuas. Os rebocos podem ter diferentes traços e elementos de ligação: cimento, calcário, cal, argila, terra, entre outros, por isso recorrer a um técnico especializado é a melhor forma de não correr riscos.

Remodelar os muros exteriores da casa
MELOM Viseuin

No exemplo apresentado e executado pela MELOM ViseuIn, recorreu-se a um sistema que garante uma uniformização e acabamento perfeito, com uma durabilidade acima da média, pois trata-se de um barramento armado, constituído por:

  • Massa de colagem e barramento- “MORTERO REBOCO FINO BEISSIER 12003”
  • Malha de fibra de vidro
  • Primário (Rugoso ou liso)
  • Acabamento (Rugoso ou Liso)

Como acabamento podemos aplicar diversos tipos de produtos, preferencialmente que tenham elasticidade e transpirabilidade.

Podemos aplicar este sistema sobre vários tipos de suporte, tais como: blocos de betão, tijolo, betão, reboco, pré-fabricados de betão, etc. O suporte deve estar direito e sem irregularidades significativas. Se for necessária uma regularização devemos aplicar um reboco. O suporte deve apresentar-se resistente, as fissuras tratadas, armaduras de ferro reparadas e tratadas, as tintas retiradas e consolidadas.

Que tipo de produto usar para tapar as falhas e frinchas?

Para este tipo de patologia devem ser usadas argamassas elásticas com textura idêntica ao acabamento existente. Por exemplo, se usarmos uma massa lisa para tapar uma fissura num reboco areado, irá ser notório o “serpenteado” da reparação que, infelizmente, é muito usual e que esteticamente é um trabalho medíocre. Mesmo usando massas lisas, existem técnicas de aplicação que a permitem moldar e disfarçar no suporte base de uma forma harmoniosa.

Remodelar os muros exteriores da casa
MELOM Viseuin

Na solução apresentada na obra da MELOM com o barramento armado, todas as falhas e fissuras ficam resolvidas uniformemente e com a vantagem de dificilmente voltarem a aparecer, pois a malha de reforço aplicada juntamente com a massa de barramento vai permitir a absorção de tensões do muro de uma forma elástica, não fissurando posteriormente.

É ou não necessário usar previamente um primário?

O uso de um primário é imprescindível, pois é este que vai garantir uma correta distribuição da tinta de proteção final, não permitindo que a base do suporte absorva mais ou menos tinta. Se este primário tiver caraterísticas de fixador vai dar-nos ainda mais garantias de um ótimo trabalho, pois vai fixar pequenos inertes que se possam desagregar do reboco após a pintura final, e também melhorar a estabilidade dos rebocos existentes.

Remodelar os muros exteriores da casa
MELOM Viseuin

No sistema de barramento armado o primário utilizado é um primário acrílico pigmentado a água, de aplicação exterior e interior, especialmente desenhado para consolidar, impermeabilizar, assegurar inconsistência e regularizar o fundo antes de aplicar revestimentos como o “MORTERO GRANOCRYL” ou outros revestimentos pétreos.

Quais as tintas mais apropriadas e de boa qualidade (anti-fungos, etc..)?

As tintas mais apropriadas para exteriores são as seguintes:

  • Tinta de Base Aquosa Acrílica – bastante resistente a agentes externos;
  • Tinta de Base Aquosa 100% Acrílica – possui grande resistência também;
  • Tinta de Base Aquosa Pliolite;
  • Tinta de Base Solvente Pliolite;
  • Tinta de Base Aquosa Silicato Potássio – ideal para a recuperação de fachadas.

Na obra que a MELOM apresenta foi utilizado um reboco já com a cor final (existem para este sistema da Beissier mais de 400 cores). Reboco em pasta à base de copolímeros acrílicos e cargas minerais em base aquosa, especial para impermeabilizar, decorar e proteger fachadas. De aplicação universal sobre todo o tipo de suportes tradicionais, betão não hidrófugo, cimento, gesso, fibrocimento, tintas, ETICS, sistemas bicapa, etc.  Permite conseguir diferentes acabamentos decorativos: fratasado (acabamento similar a monocapa raspado), gota e gota atalochada.                                 

Remodelar os muros exteriores da casa
MELOM Viseuin

As principais propriedades deste acabamento é ser impermeável à água, transpirável, permeável ao vapor de água e CO2, flexível e com suficiente elasticidade para suportar microfissuras do reboco. Confere uma proteção duradoura, é de fácil aplicação, pode ser atalochado ou fratasado diretamente, não necessita de tempo de espera e é projetável.  Tem uma ampla gama de cores, homogeneidade nas tonalidades e não produz diferenças de cor. Permite conseguir diferentes texturas de acabamento, dissimula as imperfeições do suporte e é repintável.

Obra da MELOM Viseuin
MELOM Viseuin

É importante ressalvar, porém, o primeiro trabalho que deve ser executado. Trata-se precisamente da limpeza e lavagem do muro (com uso de máquina de pressão), com remoção de todos os materiais orgânicos existentes (mesmo que secos), pois são estes os principais responsáveis pelo aparecimento de fungos no futuro. Uma boa lavagem vai também retirar todas as zonas de tinta solta e zonas de reboco danificadas.

*Este artigo contou com o apoio técnico da MELOM Viseuin (Viseu)

Fonte: idealista.pt/fotografias:
MELOM Viseuin

Veja Também